Cycles

Cycles is a small collection of paintings, scribbles and studies I created in my three month visit to my home city (Porto Alegre, Brazil) in 2016. I went home to reconnect to my roots and reflect on my life, my work and my relationships, The visit ended up setting off a process of deep transformation in my art and life, which is still unfolding today. Here are some of the visions from this chapter. 

Cycles é uma pequena coleção de pinturas, rabiscos e estudos que fiz na minha visita de três meses a minha cidade natal de Porto Alegre em 2016. Eu havia voltado a POA para reflectir sobre a minha vida, meu trabalho e meus relacionamentos, e a visita desencadeou uma transformação na minha arte e na minha vida que ainda está se desenrolando.  Aqui estão algumas visões desse capítulo.

"All symbols of life are simultaneously symbols of death.

All life is in itself both destruction and creation. Each baby born into this world represents the death of uncountable lives, animal and vegetable, that will perish to feed him. It represents also the death of all the people that could have been born in their place.

The success of each species destroys the chances of any others thriving in its niche. The elements forming all we touch come from dying stars.

And sometimes observing anything brings me this sensation half emotional half physical, that is neither good nor bad, neither suffering nor joy, something like an understanding that each manifestation of life belongs to something much bigger, more complicated and in constant change. All is temporary. An anticipated nostalgia of the present. A melancholic admiration. Something I cannot feel in its entirety because it won't fit in my body. A lake of comprehension where I can only dip my toes..."

"Todos os símbolos da vida são simultaneamente símbolos da morte.

Toda vida em si é tanto destruição quanto criação. Cada bebê que vem ao mundo é a morte de incontáveis outras vidas, animais ou vegetais, para alimenta-lo, assim como a morte de todas as possibilidades de outras pessoas que poderiam ter nascido em seu lugar.

O sucesso de cada espécie destrói as chances de outras espécies que ocupam o mesmo nicho. Os elementos que formam tudo que tocamos vem da decadência e morte de estrelas.

E às vezes observando qualquer coisa me vem essa sensação meio emocional, meio física, que não é boa nem ruim, nem alegria nem sofrimento, é algo como um "entendimento" de que cada manifestação da vida pertence a algo muito maior e mais complicado e e constante mudança, tudo é temporário. É quase uma saudade antecipada do presente, uma admiração melancólica, é algo que tenho a impressão que não consigo sentir totalmente porque não cabe no meu corpo, parece quase uma coisa externa, um lago de compreensão onde só consigo molhar os dedos."


BOTH is a Brazilian artist based in Melbourne, Australia. Her work explores duality and the relationships between the macro and microcosmos, inspired by plants, nebulae, sex & dreams. She expresses it on vibrant walls, zines, exhibitions and more. 

BOTH é uma artista Brasileira trabalhando em Melbourne, na Austrália. Sua arte explora dualidade e relações entre o cosmos interno e externo, inspirada por plantas, nebulosas, sexo e sonhos. Ela se expressa em murais, ilustrações, exibições e muito mais.